A BRAVAL vai passar a empresa intermunicipal em 2021. A medida resulta das recentes alterações de natureza jurídica e, com o término da concessão do actual sistema, a empresa de valorização e tratamento de resíduos sólidos que opera em seis concelhos no Baixo Cávado, nomeadamente Braga, Amares, Póvoa de Lanhoso, Terras de Bouro, Vieira do Minho e Vila Verde, assume a designação de empresa intermunicipal, deixando a concessão de sistema multimunicipal.

Na conferência de imprensa realizada esta Sexta-feira, 8 de Março, Rui Morais, presidente do Conselho de Administração da BRAVAL, referiu que a assunção da nova responsabilidade por parte das Autarquias dos seis concelhos afigura-se como “um processo de normalidade e de continuidade, associado à necessidade de se desenvolver uma nova natureza societária para a BRAVAL”. Na ocasião, Rui Morais esclareceu, ainda, que as exigências legais do sector “motivaram a necessidade de transformar a BRAVAL em empresa intermunicipal participada por todos os municípios que fazem parte da actual estrutura accionista”.

Criada em Outubro de 1996, actualmente a BRAVAL - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A. constitui-se num sistema multimunicipal de triagem, recolha selectiva, valorização e tratamento de resíduos sólidos urbanos, sendo constituída por participações das seguintes entidades: 4,2% do Município de Póvoa de Lanhoso; 5,7% do Município de Vieira do Minho; 5% do Município de Vila Verde; 3,7% do Município de Amares; 2,4% do Município de Terras de Bouro e 79,00% da AGERE – Empresa de Águas, efluentes e Resíduos de Braga, empresa municipal detida a 51% pelo Município de Braga e a 49% por capital privado.

Esta estrutura materializa a concessão atribuída pelo Estado, cujo prazo caduca em Outubro de 2021. Dessa forma, a BRAVAL integrou um grupo de trabalho constituído por diversas entidades, nomeadamente a ERSAR, a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a CCDR-N, para desenvolver acções tendentes ao término da concessão do actual sistema multimunicipal.

Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, referiu que a BRAVAL “vai dar continuidade ao trabalho desenvolvido ao longo dos últimos anos”, salientando o seu contributo na “valorização e gestão de resíduos que potenciou a qualidade de vida das populações”.

Segundo o Autarca Bracarense, a BRAVAL é um “bom testemunho de cooperação supramunicipal” e representa o “compromisso de todas as entidades públicas de servir a população”. Para Ricardo Rio a empresa “tem registado uma enorme evolução ao longo dos tempos, assumindo-se como um projecto de vanguarda no sector”.

O Autarca explicou que ainda que esta deliberação para a nova designação da BRAVAL para empresa intermunicipal, será submetida às seis da Assembleias Municipais dos respectivos municípios.

Irish gambling website www.cbetting.co.uk Paddy Power super bonus.
Logo Amares  logoMunicipioBraga  logo PLanhosoMunic Principal RGB cores semFundo   Logotipo TB Município de Vieira do Minho Vila Verde png


© 2015 BRAVAL - Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, S.A.

Desenvolvido por: Denis Pereira